-

Companheiro de Neymar, Jesus rebate críticas ao jogador: 'São muito injustas'

Novato na seleção e com apenas 19 anos, Jesus enxerga em Neymar um espelho.




                    

         O nome de Neymar figurou na primeira entrevista de Gabriel Jesus no Palmeiras, após a conquista do ouro olímpico. Diante das críticas ao companheiro de ataque na equipe olímpica e agora na principal, depois da convocação de Tite anunciada na última segunda-feira, o centroavante palmeirense tratou de defender o 'parça'.
O discurso de Gabriel Jesus recaiu sobre o comprometimento de Neymar. Ao ser perguntado, o atacante palmeirense fechou a expressão e usou um discurso firme para sair em defesa do camisa 10 da equipe nacional.
"As críticas ao Neymar são injustas; muito, muito injustas. Às vezes as pessoas falam sem saber. Não estão no dia a dia. O Neymar mostrou para a gente que é um cara muito bacana, muito humilde, merecedor do que tem acontecido na vida dele", resumiu Jesus.
Novato na seleção e com apenas 19 anos, Jesus enxerga em Neymar um espelho. Comprometimento? Humildade? Liderança? Para o palmeirense, o atacante do Barcelona possui todas estas credenciais.
"É um líder, sim. Muitos falam que ele não tem de ser capitão, mas ele é um líder, sim. Falam que ele não é humilde, mas é sim. (...) Quando você está fora do seu trabalho você pode fazer o que quiser da vida, o que importa é quando você estiver. Ele mostrou para todo mundo que quando está no trabalho dele é bastante comprometido", finalizou.
As críticas ao comportamento de Neymar nasceram ainda na última janela de jogos das eliminatórias para Copa do Mundo de 2018. Depois de receber o segundo cartão amarelo contra o Uruguai, o atacante do Barcelona precisou cumprir suspensão automática no confronto diante do Paraguai.
Dispensado da seleção para o jogo em Assunção, Neymar aproveitou a folga para curtir uma festa em Fortaleza, local do jogo com os uruguaios. Fotos nas redes sociais geraram reclamações de torcedores mais exaltados.
O jornalista Silvio Barsetti, do portal Terra, retomou o assunto e questionou Neymar sobre comprometimento ainda na preparação da seleção olímpica. O craque do Barcelona não gostou e se defendeu.
As críticas renasceram depois dos dois tropeços do início de Olimpíada - empates sem gols com África do Sul e Iraque. A pressão cresceu e terminou somente com a conquista do ouro; Neymar, por exemplo, desabafou com uma famosa frase do tetracampeão Zagallo.
Por UOL Esportes

Compartilhe :

veja também

Publicidade Publicidade Cacimba de Dentro-PB Secretaria de Educação Facebook

últimas notícias