-

Pernambucano Siba faz show nesta sexta no Centro Cultural Espaço Mundo, em JP

Ingressos são limitados à capacidade da casa (200 pessoas) e podem ser adquiridos online ou na própria bilheteria do local, pelos valores de R$20 e R$40







                                      Siba
                                                                          Siba


O Centro Cultural Espaço Mundo recebe nesta sexta (18), a partir das 20h, o show do músico pernambucano Siba. Os ingressos são limitados à capacidade da casa (200 pessoas) e podem ser adquiridos online ou na própria bilheteria do local, pelos valores de R$20 e R$40.


“Ao longo do processo de amadurecimento dos shows do cd Avante, acumulei idéias e novas possibilidades de interpretação de músicas do repertório deste e de meus outros trabalhos. Algumas situações em que não pude levar a banda completa foram me forçando a reunir esse material e, quando me dei conta, tinha construído um jeito novo, mais intimista, de interpretá-lo”, diz Siba.

O show, que muitas vezes se confunde com uma conversa informal sobre processo criativo do artista, é uma espécie de recital elétrico elaborado especialmente para este formato. Músicas dos discos "Fuloresta", "Toda Vez que Eu Dou Um Passo o Mundo Sai do Lugar", "Violas de Bronze", "Avante" e o recém- lançado “ De Baile Solto”, dialogam entre si costuradas pela guitarra ponteada de Siba e complementada pela guitarra de Lello Bezerra e a percussão de Mestre Nico.

SIBA
Nascido na cidade cosmopolita do Recife, em uma família que até hoje mantém sua forte ligação com suas origens rurais, Siba cresceu entre a cidade e o interior, dois mundos que fazem parte de um mesmo todo. Desde seus primeiros contatos com as tradições da Mata Norte, começou uma longa história de aprendizado e colaboração, exercitando ao longo dos anos os fundamentos da poesia ritmada para se tornar um dos principais mestres da nova geração do maracatu e dos cirandeiros.

Ao mesmo tempo, como líder da banda Mestre Ambrósio, desenvolveu um estilo musical inovador e singular, da qual o diálogo entre o tradicional e o contemporâneo, o passado e o presente, a rua e o palco são marcas distintas.

Após viver em São Paulo por sete anos, Siba voltou para Pernambuco em 2002 para começar a “Fuloresta”, um grupo formado por músicos tradicionais de Nazaré da Mata, uma pequena cidade com 30 mil habitantes, distante 65 km de Recife. Seu álbum de estréia, “Fuloresta do Samba”, foi gravado com uma unidade móvel perto de Nazaré, e lançado em 2003, seguido de apresentações em todo o Brasil.

Lançou em 2012 o disco solo Avante, em que buscou uma sonoridade mais elétrica, com produção do guitarrista Fernando Catatau, da banda Cidadão Instigado.

Em "De Baile Solto", seu novo trabalho solo, Siba retoma os ritmos da música de rua de Pernambuco como elemento central de seu trabalho. Deixando um pouco de lado os questionamentos íntimos que tanto definiram seu último disco ("Avante", 2012), Siba parte da posição desprivilegiada que o Maracatu de Baque Solto ocupa no panorama cultural brasileiro para elaborar um discurso poético e musical que arrisca um olhar atento para o que está ao seu redor,embalando rimas de tom político e extrapolando o contexto local que lhe serviu como ponto de partida. O álbum foi gravado nos estúdios da YBmusic, no final de 2014.

Compartilhe :

veja também

Publicidade Publicidade Cacimba de Dentro-PB Secretaria de Educação Facebook

últimas notícias