-

NO SERTÃO: Dinheiro é retirado de conta da prefeitura bloqueada pelo TCE e servidores clamam pagamento de dezembro e terço de férias; Nova gestão explica como ocorreu!

A sindicalista que boa parte dos funcionários públicos também não recebeu o terço de férias a que tem direito.





                                 
                                  Servidores cobram salário de dezembro terço de férias (foto: ilustrativa)


O município de Lagoa, no Sertão da Paraíba também está com salário de dezembro de 2016 em atraso deixado pelo ex-prefeito da cidade, Magno Borges (PTB). A informação foi confirmada ao Diário do Sertão nessa quarta-feira (11), pela presidente do sindicato dos servidores, Jaidete Rodrigues.
A sindicalista explicou que o ex-gestor não havia efetuado o pagamento do 13º, e somente após decisão no dia 27 de dezembro da Comarca de plantão, em Cajazeiras é que Magno pagou o benefício aos servidores.
Jaidete disse ainda, que boa parte dos funcionários públicos também não recebeu o terço de férias a que tem direito.
O outro lado
O secretário de Finanças do atual governo municipal, o advogado José Segundo revelou ao Diário do Sertão, que o prefeito ainda não pagou aos servidores porque os recursos da multa da repatriação, mesmo estando bloqueados foram transferidos da conta do município para contas de terceiros.
O auxiliar de Antonio Alípio (PSB) relatou que na conta do município restou pouco mais que R$ 1 mil. “Pedimos explicação ao banco e estamos ‘rastreando’ para saber em que contas foram parar esse dinheiro”.
O advogado explicou ainda, que o ex-prefeito conseguiu fazer um agendamento de pagamento no dia 30 de dezembro de 2016, para o dia 2 do mês de janeiro, quando já não era mais gestor do município, e na medida que foi desbloqueada a conta, os pagamentos já agendados foram efetuados para supostos fornecedores, mesmo sabendo que os recursos seriam para pagar a folha.
E o pagamento?
Segundo informou que nesse sábado (14), Toinho Alípio como é conhecido o prefeito, vai chamar o sindicato para conversar e tentar firmar um acordo para pagar o mês de dezembro, pois a propósito da atual gestão é pagar já no dia 30 de janeiro, o mês de janeiro.
Magno não concoreu na capanha municipal do ano passado,  pois já era reeleito e apoiou o sobrinho, Segundo Borges (PTB), derrotado nas urnas.

Compartilhe :

veja também

Publicidade Publicidade Cacimba de Dentro-PB Secretaria de Educação Facebook

últimas notícias