-

Relator mantém condenação de Lula; em JP protesto tem confusão

O julgamento do recurso do ex-presidente Lula está ocorrendo nesta quarta-feira (24) no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre. Após mais de três horas lendo seu voto, o relator do processo, desembargador João Pedro Gebran Neto, manteve a decisão do juiz federal Sérgio Moro e ampliou a pena de Lula para 12 anos e 1 mês de reclusão, mais 280 dias-multa.
Ele ressaltou que o juiz Sério Moro não é suspeito para julgar o caso e afirmou que não há dúvida da intenção dolosa do ex-presidente. O relator afirmou ainda que o ex-presidente praticou crime. O julgamento foi suspeito por uma hora e será retomado para o voto dos outros dois desembargadores.
O recurso é contra a condenação do petista a nove anos e seis meses de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no processo do triplex do Condomínio Solaris, no Guarujá, em São Paulo. Em sustentação oral, a defesa do ex-presidente defendeu que há “algo errado no processo”. O representante do Ministério Público Federal afirmou que Lula se corrompeu.
Em João Pessoa, um protesto teve confronto entre policiais e manifestantes, o que deixou feridos e um preso.
Cidades como Sapé, Cajazeiras, Areia também programam uma mobilização hoje. Desde as 19h da terça-feira (24) pessoas fazem vigília no Centro de João Pessoa em prol do ex-presidente.
Confira o julgamento Ao Vivo:
MaisPB

Compartilhe :

veja também

Publicidade Publicidade Cacimba de Dentro-PB Secretaria de Educação Facebook

últimas notícias