-

Propostas e troca de farpas marcam debate na Rádio Arapuan

Propostas e troca de farpas marcam debate na Rádio Arapuan
Não fugiu ao exemplo dos outros debates, o cara cara entre os candidatos ao Governo da Paraíba, realizado na tarde desta segunda-feira (03), dessa vez na Rádio Arapuan FM.

João Azevêdo (PSB), José Maranhão (MDB), Lucélio Caratxo (PV) e Tárcio Teixeira (PSOL) apresentaram propostas, mas também trocaram muitas farpas e acusações. Os candidatos tiveram temas livres para perguntarem entre si. Segurança, Saúde, Mobilidade Urbana e corrupção deram o tom dos primeiros embates.
João Azevêdo ressaltou os investimentos em estradas realizado pela gestão Ricardo Coutinho (PSB), mas José Maranhão lembrou que foi no governo dele que esse investimento em novas estradas foi pensado.
Tárcio Teixeira questionou o candidato Lucélio sobre os escândalos de corrupção em Cabedelo e também em Patos, onde as duas gestões são suas aliadas. Lucélio desconversou e disse que não estava a par do que estava acontecendo na cidade portuária e ainda disse acreditar que o prefeito de Patos, Dinaldinho Wanderley (PSDB) conseguirá converter seu afastamento da gestão e voltará a administrar a terra do Sol.
Tárcio lamentou o fato de Lucélio se esconder do debate sem querer tratar de temas que envolvam a corrupção.
Quando o tema foi transparência pública, Tárcio criticou Lucélio pelo fato de a gestão municipal na Capital não se ‘vangloriar’ da transparência no caso do escândalo da Lagoa.
Já no embate com João Azevêdo, Lucélio acusou o governo de não investir em Segurança Pública, como deveria. João, por sua vez, apresentou números e lembrou ao irmão do prefeito que segurança não se faz apenas com repressão, mas também com uma boa iluminação, com praças conversadas, ou seja, com as cidades fazendo a sua parte também.
Um dos pontos altos do debate foi quando o candidato Lucélio chamou o candidato Tárcio de ‘Metralhadora giratória de acusações’. Tárcio, por sua vez, rebateu, afirmando que Lucélio não conseguiu responder a nenhum de seus questionamentos, sobretudo os que envolvem os aliados a esquemas de corrupção.
No último bloco os candidatos fizeram suas considerações finais.
Lucélo Cartaxo (PV)
“Eu que agradeço e dizer que estou feliz, uma boa tarde a todos e dizer que trarei notícias quentinhas, lembrando que João Pessoa conseguiu atingir todas as metas em relação ao Ensino Infantil no tocante ao Ideb, e lamentar que no Estado ainda não há esse patamar. Mas estou fazendo uma campanha limpa, assumindo compromissos com propostas exequíveis para que tenhamos mais educação, fazer com que o sonho da casa própria esteja presente e gerar renda e emprego no nosso estado, gerando oportunidades, com a saúde mais próxima da população. Vamos fazer um governo para os 223 municípios”

José Maranhão (MDB)

“Agradeço a emissora pela oportunidade. Eu sou candidato para cumprir uma missão, a missão de reingressar na Paraíba o processo de desenvolvimento econômico que está fazendo uma falta muito grande. Nós queremos fazer a união de todos. Nós perdemos indústrias automobilísticas, petrolíferas, o porto de águas profundas. Precisamos tocar um projeto de estado, com saneamento básico e irrigação. Pretendemos alavancar oportunidades para os paraibanos que querem trabalhar, produzir e uma vida melhor. Tudo isso acontecerá se a Paraíba tiver um líder, não apenas um técnico”

João Azevêdo (PSB)
“Agradecer o espaço para tratar das propostas. Parabenizar a Paraíba por estar recebendo em Patos o Hospital do Bem, que tratará as pessoas com câncer, da mesma forma que fizemos em outros ramos. Essa é uma Paraíba nova. A prefeitura de João Pessoa não deu continuidade ao EJA e o candidato diz que vai acabar com o analfabetismo. Nós fizemos convênio com 217 municípios, que ficou na mão dos paraibanos e não de três famílias. Os recursos chegam a todos”

Tárcio Teixiera (PSOL)
"Obrigado ao Sistema Arapuan. Nós, povo, vimos nesse debate de hoje que existem aqueles que são radicais contra a população e que são aliados de Temer, que prendem um presidente democraticamente eleito, que impede a participação e que o povo decida o futuro do nosso país. Tenho meus candidatos a presidente, mas nem por isso vou deixar de lutar contra a injustiça cometida contra Lula. É importante olhar no retrovisor e perceber que os outros candidatos aqui já estiveram juntos em partidos, em gestões, e contra você, povo, já que desgovernaram o nosso estado por um bom tempo. É importante que a gente perceba a necessidade de mudar. Estamos em um processo político onde a população que pode decidir o seu futuro. Mudar não é voltar no tempo, mudar não é deixar da forma como está, mas sim apresentar de fato e uma transformação"
O DEBATE AO VIVO FOI TRANSMITIDO  VIA FACEBOOK 
https://www.facebook.com/arapuanfm95.3/videos/1691672960943285/

PB Agora
Foto: facebook Arapuan

Compartilhe :

veja também

Publicidade Publicidade Cacimba de Dentro-PB Secretaria de Educação Facebook

últimas notícias